É preciso



Sobre o que estivemos fazendo, sobre o que estivemos pensando, sobre o que estivemos falando: é preciso mudar. É preciso ceder. É preciso expressar afeto. Não ceder uma cadeira é ser uma mãe que nega seu filho.
É preciso sorrir, é preciso beijar, é preciso perdoar o governo, a gastrite, a buzina na rua quando você está - quase! - no sono. É preciso ouvir todo o manifesto de opinião. É preciso respeitar (não é preciso aprovar).
É preciso, naturalmente, matar antes.
Eu matei, hoje vivo. Você pode me matar sempre que quiser. Em troca, peço que reviva, e ceda.


1 escafandrinhos disseram algo:

Anônimo disse...

Muuuito lindo o desenho....

adorei =D
=*