Pedrinhas

Você encostado na parede, eu com minhas pernas cruzadas sobre o pilar. Ao lado, pedrinhas, as quais arremessávamos tentando - inutilmente - alcançar uma plataforma na parede. Minha pontaria era horrível, e eu a disfarçava rindo à toa.
Mas eu não ria porque era má arremessadora. Eu ria porque você era lindo, me olhando calmo e rindo à toa também, ouvindo alguma música do Aerosmith ou Maroon 5. Eu ria de boba, você ria de mim. Eu ria mais ainda porque ver você sorrir dá um calor dentro de mim. Mas não é um calor de atração, é um calor de estar feliz por te ver feliz, por saber que mesmo com todos os meus problemas, ainda te faço bem.
Não é o mesmo calor que sinto quando você me segura encaixada na cintura, é um calor puro, é inocência ingênua, aquele riso de criança que eu tanto queria de volta. E você me trouxe isso na sua melhor forma. Você não precisa de perfume, você é o próprio perfume. Quando se mexe ao meu lado, eu tenho borboletas, mesmo já tendo te sentido cinco vezes no mesmo dia.
Então eu continuava rindo à toa, querendo que parecesse que era só por causa das pedrinhas, mesmo meu desejo sendo que você percebesse que eu ria do momento, sem motivos aparentes. Você me observando, cantando só com os músculos do rosto: "I go crazy, crazy, baby, I go crazy..." E minha nostalgia do futuro me embrulha aos risos.

9 escafandrinhos disseram algo:

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Letícia,
Inocência ingênua? Linda imagem, menina sensível das Campinas paulistas...

Abraço mineiro,
Pedro Ramúcio.

Sara Roosevelt disse...

que lindo post' .
adorei viajar nessas palavras : )
-
Pois é, sou fascinada na Clarice , ainda vou ler todos os livros dela rsrs ...
ótimo bom gosto o nosso né . :D
beeijo .

Brunno Lopez disse...

As borboletas nunca morrem...
E com Aerosmith, acho que voam ainda bem mais alto.

Grafite disse...

bela descrição em palavras!
parabéns o blog é lindo, estou seguindo =)

beiijo,
*.*

Bia disse...

Eu ria mais ainda porque ver você sorrir dá um calor dentro de mim. Mas não é um calor de atração, é um calor de estar feliz por te ver feliz, por saber que mesmo com todos os meus problemas, ainda te faço bem.

Ah que coisa mais linda Le!

Super, super certo, todos os sentimentos de amor verdadeiro! Aerosmith <3.

Você não precisa de perfume, você é o próprio perfume. ADOREI

A! disse...

Ah, rir por coisas bobas, só rir. É meio que a definição de felicidade, pelo menos pra mim. Rir com alguém que te faz feliz, as vezes parece bobeira mas... é tudo que você precisa pra se sentir bem. *-*

Ғelipe Eller disse...

"E minha nostalgia dos futuros me embrulha aos risos" - simplesmente inexplicável. Adorei mesmo.

C. disse...

Que incrivel, Leticia você escreve muito bem. Realmente, rir disfarça sempre nossos verdadeiros desejos, e segredos . *-*

Vanessa Monique disse...

Lindo seu blog,linda sua ecsrita
:*