Marc Chagall - 3 obras

Hoje, para variar um pouco e atender a pedidos (olha que emoção), vou falar de artes plásticas. De Chagall, mais especificamente. Não é um de meus preferidos, mas foi quem pintou um dos quadros que mais me surpreendeu. Nasceu na Rússia e faleceu na França, entre 1887 e 1985, ou seja, viveu os tempos de czar e trincheiras.

O quadro que eu mencionei no inicio é este aqui:


(Marc Chagall (1924). Au dessus de la ville)



Não encontrei o nome em português, as obras deles não estão muito bem organizadas nos sites de busca. Pela tradução, é algo próximo de "Acima da Cidade". Mas de qualquer forma, o que queria dizer é a mensagem que se esconde atrás da pintura.
Não sei até onde meu conhecimento é verdadeiro, mas o que ouvi foi que a tela mostra, resumidamente, um anjo mau levando uma mulher grávida (não, aquilo não são os seios dela), e ela já se conformou com isso, pois sua expressão é calma. Ela acena se despedindo de sua cidade, quase que sorrindo, pois parece já saber que seu destino é aquele, e que resta apenas se despedir de se deixar levar.
O motivo da minha admiração pela tela se deve, principalmente, ao modo como fui descobrindo o seu significado. Eu já conhecia a pintura havia muito tempo, mas nunca tinha tentado entendê-la. Foi na minha aula de inglês, que minha professora abriu a apostila numa página com essa imagem. Então começamos a discutir até chegar a uma conclusão que explicasse a tela toda.
Ela perguntava coisas como: "a curva preta se refere ao busto ou a uma barriga de grávida?", "Este homem parece ser bom?" "A mulher parece incomodada?" "Até onde é perna, e pra que lados ela vai? (a perna do homem)"
E depois de tudo isso ela explicou o significado correto. O quadro me faz pensar um pouco sobre o nascimento de Jesus e as confusões da época, como a criança já ser almejada desde antes de seu nascimento, considerando a mulher como Maria, ainda grávida de Jesus, e o homem, o Estado daquela época.
Bom, mas são só indagações. E para terminar, eu tenho dois quadros famosos de Chagall, que vocês provavelmente já viram em algum lugar. Eu pessoalmente, vejo uma pouco de semelhança com Picasso, mas cada um cada um (Júlia, HAHA)


Ok, então nessa ordem: "Eu e a Aldeia" e "O Soldado Bebê":




0 escafandrinhos disseram algo: