Carta para meu Pai




"Deus,


São quase duas da tarde e eu ainda não consegui comer nada. E não é porque não tenho comida, nem porque já estou satisfeita. É que não sinto vontade de levar nada à minha boca.
Tenho passado esses dias perturbada, pensando em coisas não saudáveis. Talvez seja loucura minha, ou talvez isso seja normal.
Mas de qualquer forma, quero a Sua ajuda.
Me ajude com minha mãe, não temos nos dado bem.
Me ajude com minhas amigas, tenho sido estranha com elas.
Me ajude com meu garoto, eu o magoei.
Me ajude a achar um caminho seguro, no qual eu possa me abrigar quando tudo começar a desabar. Me mostre que tudo pode voltar ao jeito como era antes: reconfortante, e certo.
Não sei por quanto tempo posso prolongar essa situação na qual tenho fantasiado viver alegremente. Não sei se devo dizer tudo, ou apenas partes do todo.
Não sei o que fazer, e preciso da Sua ajuda mais do que nunca. Me perdoe pelos pecados de sempre, aqueles dos quais não consigo me livrar.
Me devolva minha luz, me faça viver ao Seu lado, como se essa fase nunca tivesse chegado à esse ponto.
Posso não ter fome de comida, mas ainda quero me alimentar do Seu pão."


- Às vezes, meus personagens me conhecem melhor do que eu mesma.
Sinto medo disso. É como se fosse proibido.

1 escafandrinhos disseram algo:

Isa De Sordi disse...

Que talento pra escrever, não Leh? :) lindo