Demi das antigas


Ouvir Demi Lovato, o primeiro CD, especificamente, às vezes me deixa triste. É da época que eu ainda tinha o iPod antigo, de 2 GB (quem diria, já estou enlouquecendo com o de 8 lotado). Eu escutava noite e dia, dia e noite.

E isso foi certinho na época que fui para o Rio de Janeiro, ver a minha família. Na verdade, umas das "partes" da família que eu mais gosto. Eu lembro que escutava as músicas da Demi antes de dormir, enquanto eu cozinhava com a minha prima, enquando caminhava perto da praia...

E esse tempo era muito bom, mas não volta mais. Eu digo que não volta mais, e com a intenção, porque aqueles dias não voltarão, nunca.

Me sinto muito mal pelo que aconteceu, e acho que vou demorar para voltar ao normal, com a ficha totalmente caída. Que pena que, por bem ou mal, as pessoas mostram quem realmente são. Queria que tudo voltasse a ser perfeito, mesmo que eu fosse viver numa mentira.

Eu não acredito que estou dizendo isso, é totalmente contraditório aos meus mantras. Mas não posso mentir sobre o que sinto. Amo aquela família e pronto. Só amo, agora, de modo separado.

Don't Forget. (whispering)

0 escafandrinhos disseram algo: