Éramos Cinco

Além do aniversário de Jesus, esta é minha 60ª postagem.
Na 100ª eu faço alguma coisa diferente, mais especial.
Mas por hoje, um poema de José Luis Peixoto, que se chama "Éramos Cinco".
Boa leitura e interpretação para todos!

"na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu, depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco."

1 escafandrinhos disseram algo:

Nati (: disse...

Me consola ler isso num fim de 8ª série, parece que se encaixa no momento :)