Já ficou indiferente

"A verdade era que ela não tinha idéia de como era sortuda. Ela não sabia como era ter os sentimentos de outra pessoa entrando nos seus. Ela não sabia como era viver com o amor perfeito de outra pessoa quando o seu próprio amor não existia. Ela não entendia o que era ser preenchida com um amor tão intenso que fazia seus ombros doerem - um amor que você podia sentir mas não podia expressar. Manter o amor enterrado é semelhante à esconder a raiva, eu tinha aprendido. Te consumia por dentro até você querer gritar ou chutar alguma coisa"

- "Shadow Kiss", Richelle Mead. pg 5.


Vou desistir dele, não vale à pena. E depois de já tantas tentativas, ele não me percebe. Não me enxerga. É como se fosse visível como amiga e nada além disso. Mas eu sei que ele sente alguma coisa. Talvez tenha apenas vergonha disso, ou a timidez não o permite.

Mas isso é indiferente agora. Vou seguir em frente e parar de pensar nele.


0 escafandrinhos disseram algo: