Fabrique lembranças

"Maybe I know somewhere deep in my soul

That love never lasts and we've got to find other ways
To make it alone or keep a straight face"
.
ou...
.
"Talvez eu saiba, em algum lugar no fundo da alma
Que o amor nunca dura e temos que arranjar outros meios
De seguir em frente sozinhos ou ficar com uma cara boa"

Letra da banda punk/pop/rock (na minha opinião) Paramore, do album novo, "Brand New Eyes".
O nome da música é "The Only Ecxeption". Ótima banda, gosto muito do som deles, mesmo não curtindo muito as músicas mais pesadas e agressivas...

Eu, pessoalmente, tive a impressão de que o sentimento ao escrever a letra da música não foi um dos melhores do escritor. É um pouco negativa, principalmente no verso "O amor nunca dura". Dizer a palavra "nunca" é um tanto pesado, porque nunca sabemos do nosso futuro.Nessas horas, devem estar de perguntando: "ela acha que ninguém sabe disso?", mas é verdade! Nunca diga nunca.

Tem também uma parte com a qual me identifiquei muito: "ficar com uma cara boa". Mesmo que o coração esteja despedaçado, o sorriso tem de continuar esbranquiçado. Eu sou muito assim, e acho que já até comentei sobre isso no blog. Meus pais me conhecem muito bem, e minhas melhores amigas também, mas quem não me conhece, nunca sabe se estou sofrendo ou feliz, porque para eles, eu estou sempre feliz.

Eu odeio brigas, mesmo brigando com uns garotos folgados por aí (sem posteriores comentários, não quero me chatear por gente tonta)... Eu disse que odeio brigas porque mesmo quando estou de mau humor ou quando não gosto de alguém, tento ser paciente, ou pelo menos não implicar com o coitado de cara. Acho que a postagem já está meio que saindo de linha... Paremos por aqui.

Bom, então vai aqui a conclusão final, onde eu queria chegar com a música. A gente se frustra muito com coisas passadas, e sempre tendemos à achar que tudo que aconteceu de ruim antes vai acontecer novamente da mesma exata forma. Nunca pense assim, cada pessoa é única e reage diferentemente em ocasiões diferentes. Se teve uma coisa que aprendi com o pouco que vivi é isso.

Ah, e o mais importante: faça tudo valer a pena, tenha do que se recordar, porque depois que tudo passa, a única coisa que ainda se aproveita é a lembrança. Fabrique novas lembranças.

0 escafandrinhos disseram algo: