Le Grand

Eu gosto de ouvir você falar sobre o seu dia, como foi na academia, como era o chefão do seu video game. Eu gosto de ouvir você falar sobre os seus amigos e como é em São Carlos. Às vezes eu não presto atenção, é verdade. Mas você precisa entender que é difícil me focar no assunto quando sua voz está a um palmo do meu ouvido e suas mãos estão segurando as minhas tão sutilmente.
Às vezes eu só escuto você falar, fico parada observando você se mexer. É que você é tão bonito. E eu te amo tanto. Nenhum assunto seria longo o suficiente para explicar o que sinto quando nos tocamos, então vamos deixar que o tempo fale por nós.

Meu lindo.



Eu sei que está clichê. Inevitável.

Não consigo mais comentar nos blogs, pelo menos não naqueles em que nao se pode comentar anonimamente. Estou salvando os comentários em meu rascunho de e-mail e, caso volte, comento de novo, tudo de uma vez.

2 escafandrinhos disseram algo:

Jeniffer Yara disse...

O amor é clichê...rs E é lindo também,como seu texto *.*

Beijo

Ғelipe Eller disse...

"Fico parada vendo voce se mexer. É que você é tão bonito." Que coisa mais simples e doce de se ler, uma declaração pura de um sentimento intenso, uma forma única de carinho.

Tenho passado pela mesma situação, e por mais que as pessoas digam que não, os cliches são o que as pessoas mais procuram. São o que torna a vida mais doce.

Beijo Leh!