Nascemos para isto

Isto que você está prestes a ler não será um conto. Não será também um provocador de suspiros, nem do alimento nem da respiração. Não será tolo como o último trocadilho. Não será doce nem salgado à boca, à língua, ao espírito.
Estou certa de que o amo. Não sei como dizer-lhe, porém. No cinema? na escola? numa briga? Numa briga é definitivamente a ultima opção. Ele me pegou no colo e me levou até o balcão, para que lá em sentasse e fosse só dele. No maior silêncio de todos, o da minha casa.
Continuo a observá-lo de longe, ele deve fingir que não percebe. Não consigo ser falsa com a paixão: eu rasgo o verbo, literalmente. Quem diz que é difícil de se apegar é quem mais se apega: fica jogando com o amor e no fim se enrosca entre fios do apego. Porque quando gosta, já é amar. Quando ama, já é precisar. E quando diz que precisa, aí já é dependência, doença, obsessão. Estou no gostar.
Isto que você acaba de ler é uma crônica. É também provocadora de pontos de interrogação, tanto da gramática como da mente. É fácil de interpretar e difícil de sentir. E o que você sentiu poderá ser amargo, como o vingo de um judeu, ou azedo, como polvilho antes de desabrochar à saliva. Não ache nojento: é só amor.



Não tenho nem como agradecer quem participou do questionário. Não sabia que tantas pessoas gostavam tanto do blog. Umas dez disseram que veem aqui diariamente. Obrigada pela sinceridade. Vou mudar o layout e reativar os comentários, só não posso prometer que estarei sempre comentando em todos. Muito obrigada mesmo.
PS: ontem foi minha primeira vez num estúdio com uma possível banda. Tocamos "Born For This", do Paramore, e os caras me falaram que eu mandei muito bem, que mais agudo do que aquela música no rock era meio difícil de achar. Sim, fiquei realizada.
Ok, empolgay. Tchau.

16 escafandrinhos disseram algo:

Lury Sampaio disse...

Achei perfeeita essa sua descrição
"Quem diz que é difícil de se apegar é quem mais se apega: fica jogando com o amor e no fim se enrosca entre fios do apego. Porque quando gosta, já é amar. Quando ama, já é precisar. E quando diz que precisa, aí já é dependência, doença, obsessão."

Um texto simples, pequeno, mas com uma profundidade tremenda. As palavras lhe sorriem Letícia. Parabéns.
beijos.

Winny Trindade disse...

Eu também não consigo me esconder. Sou transparente demais!!
Se eu sinto algo essa coisa fica estampada no meu rosto e nos meus gestos.


Abraço meu.

Que bom que você ativou os comentários!!

Anônimo disse...

Ela tá tentando copiar seu layout =/
http://blog-sweet-place.blogspot.com/

bjoooo

Loreena.á Prazeres ॐ disse...

Oi Letícia, é só pra lhe avisar que o blog
http://blog-sweet-place.blogspot.com/
está lhe plagiando, ela plagiou uma amiga minha também a Gabi e agora está plagiando o seu, uma outra menina também avisou a ela ' Paulinha' cuide-se e estou seguindo segue tbm? bjs floor ;)

Anônimo disse...

ATENÇÃO VOCÊ FOI PLAGIADA!!!!!
http://blog-sweet-place.blogspot.com/

Gabe Candido disse...

Nossa, amei!
"Quem diz que é difícil de se apegar é quem mais se apega" SUPER FATO!
Beijos

jessica disse...

eu não acho que seja plagio, a cor é rosa, rosa todo mundo em seus layouts,
e a imagem é facil de achar no google.


pra mim não é plagio ;s

Anônimo disse...

Yeey,

Uma das minhas alegrias voltou..
AAAH!! ... os comentarios (suspiro)
...

Bom, se quiser minha opiniao converse pessoalmente

Mas eu gostoo... eu quaase sempre gosto. Ateh qd é sobre incas...

Ateh bem breeve =*

LUFE disse...

Topei com seu blog pela primeira vez.Você tem um texto facil, limpo e se da bem com as palavras. Gostei.Quanto ao visual, você vera que com o tempovocê o ira mudando, evoluindo até achar um layout que seja a sua cara.
Mantenha sempre a janela de comentarios eles são o seu retorno.
Criticas construtivas ou não, servem de direcionamento para o que você escreve.Continue lendo e escrevendo muito.Seus textos surgirão naturalmente como se conversasse com você mesma ou com os seus leitores.Procure dar um retorno a seus leitores, respondendo comentarios ou atraves de recadinhos em posts.Mantenha sempre a moderação, pois assim se livrara de visitantes indesejados.
Dei palpite sem que você pedisse, sabe porque?
Voce ainda parece insegura com seu blog.
Seu blog só será comercial se você quizer. Se você frequenta bons blogs e faz neles seus comentarios,de la vira um retorno de leitores tambem de nivel.
Se frequentar blogs comerciais o retorno tambem será puramente comercial.Nada mais intimista.
Fiquei curioso, queria ver seu outro blog.Pode?
Depois de ler, modere este comentario, ele não precisa ser exposto, né? Tou falando direto pra você.Se ajudou alguma coisa, otimo. Se não ajudou, simplesmente delete.
bjo

Bell Souza disse...

O/. comentários de volta! Adoro crônicas e acredito que você está equivocada! As crônicas possuem movimento e nesse caso, elas não são ondas de "dor", "amargura" ou qualquer coisa que você tenha pensado.

Larissa disse...

Gostei tanto desse amor descrito aqui, que vou até imitar. haha
Ah minha flor, ainda bem que não vai nos abandonar. Eu sei que faltei e muito aqui, mas tive umas coisas para resolver. Não mais deixarei de comentar sabendo que está aqui por nós.

E continue nos alegrando com escritos tão bonitos :)
Um beijo.

PS: Não sabia que era cantora. Aproveite a oportunidade e, quando tiver show no Rio, me avisa *-* haha

Fernanda disse...

Estive um pouco ausente das postagens do meu blog.Na verdade,não me sinto nada inspirada,por isso,nem tenho postado.Estou apenas de visita.
Da mesma maneira que estive ausente do meu,estive de todos.Mas como de costume,visitei o seu blog e li as postagens que perdi..respondi o questionário e vi o quanto sua escrita ainda é bela.

Não sei,mas acho que o que mais me impressiona,é você não responde a sua idade.Consegue ser superior.Sendo mais bela,mais destacada...Talvez seja esse o problema que "dá" as suas amigas.

Não se preocupe com elas.Como você mesma já disse:"tenho o que ver mais com esses olhos"

Obs:Não precisa comentar no meu blog,ok.Ainda não postei nada de tão interessante.Apenas um trecho de Memórias Póstumas de Brás Cubas.

dianaBruna disse...

Nao é conto, ou sei lá o que é, mas ficou bonito.
Beijo!

Jeniffer Yara disse...

Nem sabia que você tinha desativado os comentários,mas ainda bem que você ativou de novo.Tenho necessidade de comentar em seus post's,e se viesse aqui e não pudesse comentar,me sentiria frustada,sério!
Sobre o post,várias pessoas o descrevem de suas maneiras,e a sua maneira é linda e muito bem escrita nesse post! *.*

Ahh você manda bem no canto?!Que ótimo!Grava uma música e coloca pra galera ouvir!Concerteza irá fazer sucesso.;)

Beijos.

Caroline disse...

Adoro muuuito seu blog, e outro dia entrei aqui para comentar que tinha selo para você no meu, e os comentários desativados, fiquei tão triste :(
Mas, enfim, adorei o texto também, muito bonito!
E continue com o blog, por favor! KKKK *-*

beijoss

Caroline disse...

Outro dia eu entrei aqui para comentar que tinha selo pra você lá o meu blog e os comentários estavam desativados. Fiquei tão triiste. :(
Mas, enfim, adoro muuito seu blog e esse texto ficou lindo!
E continue com o blog, heein! KKKK *-*

beijoss