Desta vez, será diferente

. Para todas as vezes que me olhar no espelho e pensar não me encaixar no que dizem ser esteticamente bonito, darei meia volta.
. Para qualquer pessoa que me encarar, intimidando-me a pensar que não sou capaz de alcançar meus sonhos, desviarei o olhar.
. Para tudo que quiser me segurar, exatamente como passei a vida toda fazendo, irei me desvencilhar, e correr rápido o bastante para nunca mais me procurarem.
. Tudo na minha vida parece se perder num abismo no presente que se mistura com o passado. Vivo do passado, respiro-o a todo tempo: vivo-o intensamente, como se fosse o presente.
. Mas isso não vai continuar a acontecer. Descobri que a vida oferece muito além do que os olhos podem ver. Que atrás de um sorriso falso de um amigo interesseiro se esconde a inútil vontade de ser igual à mim, por admiração mal-acabada, aquela que poderia se tornar amizade, mas que por maldade virou inveja.
. Descobri que todas as vezes que aquele garoto pediu desculpas, foi por falta de jeito de dizer que na verdade não sou boa o sufuciente para ele. Na verdade, de verdade, é ele que não enxerga a grandeza de meus modos e sentimentos. Não vou mais sentir muito. Senti muito por tempo demais.
. Então, a partir de agora, vou olhar para frente e usar o passado apenas como minha enciclopédia de experiências, aquela que me deu força e conhecimento para enfrentar o que há tempos me aguardava: meus medos.
. Vou olhar para o espelho e ver nada mais do que uma garota com seus conflitos comumente mundanos, seu modo de pensar diferente. Desta vez será diferente.

2 escafandrinhos disseram algo:

Isadora Beatriz disse...

Amei, ficou muito bem escrito! parabéns ;D
beijos, isa.

Leticía Gomes disse...

aah, obrigada :)